Baile da Massa Real

Idealizado pelo cantor e compositor baiano Pietro Leal, o Baile da Massa Real nasceu com a proposta de provocar encontros. A cultura, música, dança, jeito e sotaque da Bahia foram ingredientes fortes na criação desse projeto. Idealizado inicialmente para a cidade de São Paulo, o Baile começou seus trabalhos em Salvador-BA, com duas edições experimentais no início de 2015. Em outubro do mesmo ano, o projeto estreou na capital paulistana, apresentando à terra garoa o que é que a Bahia tem.

“A vontade de fazer o Baile surgiu nos tantos encontros entre baianos que já moraram, moram ou simplesmente transitam por São Paulo. A cada esquina paulistana, pode-se ver um traço baiano, um acorde ou um verso. A Massa Real é o encontro de todas essas esquinas em uma festa só, misturando os sotaques do verbo e do corpo“, conta Pietro.

Em um ambiente com muitas cores e axé, o público é mergulhado em um universo musical que vai de Dorival Caymmi até compositores atuais. Além dos diversos clássicos e especiarias da música baiana, o Baile apresenta um cenário decorado com painéis de chita, estandarte colorido e girassóis, além das tradicionais mexericas distribuídas ao público, dando sabor e perfume à festa.

O Baile faz a sua festa toda com show ao vivo, comandado pela Banda Baile da Massa. No repertório, o samba de Riachão e Assis Valente se encontra com as canções de Caetano, Gil, Novos Baianos, A Cor do Som, e se mistura ao carnaval do Trio Elétrico de Armandinho, Dodô e Osmar, Gerônimo, Chiclete com Banana, Olodum, Ilê Aiyê, Banda Mel e Timbalada, garantindo uma festa de cerca de três horas, para dançar, cantar e suar noite a dentro.