O Meu Pé de Laranja Lima

Da mesma produção de A Arca de Noé, o espetáculo O MEU PÉ DE LARANJA LIMA se apresenta em São Paulo, no Teatro Gazeta!

Há no romance O MEU PÉ DE LARANJA LIMA, de José Mauro de Vasconcelos, uma dicotomia entre o sonho e a realidade, a inocência e a dura realidade da vida. O espetáculo conta a história de Zezé, um menino que refugia-se no sonho como uma possibilidade de sobrevivência. Como uma forma de seguir em frente, crescer e tornar-se adulto com a segurança de não perder-se da imaginação e da beleza. Não encontrando na família e nas pessoas a ternura e o afeto que necessita, Zezé entrega o seu amor às pequenas coisas, em especial a Minguinho, o seu Pé de Laranja Lima.

Então que a adaptação/direção, embora tenha a percepção de que o espetáculo deverá ser visto por um público de todas as idades, seguirá pelos caminhos dessa dicotomia. Ao mesmo tempo em que a realidade se manifesta, a procura pela fantasia deve equilibrar a cena.

O espetáculo fará um caminho seguro pelo universo do “realismo fantástico”, valorizando a beleza da literatura popular de José Mauro de Vasconcelos, dando relevo ao seu comentário esperançoso e buscando interação com o público a partir da voz de um menino, que em muitos aspectos é muito parecido com todos nós.

O MEU PÉ DE LARANJA LIMA é uma fantasia, mas, pode-se dizer com segurança que é uma “fantasia social”, porque não se desgruda nunca do rito de passagem, muitas vezes dolorido, que é a aventura de saltar da infância para a adolescência, misturando as necessidades práticas do dia a dia, com o mergulho no sonho e na imaginação que, futuramente, darão sustentação a grande viagem que é toda a construção de uma personalidade.

José Mauro de Vasconcelos equilibra em seu romance, o feio e o belo, com uma reflexão apaixonada. Ao mesmo tempo em que, com as palavras, tenta proteger seu personagem, entrega-lhe a doçura e a dor, como a consciência de que todas fazem parte da vida.

Os atores do espetáculo, como é necessário num teatro moderno e vibrante, fazem diversos personagens, num exercício de rodízio que valoriza o teatral e ajuda o público a refletir sobre a cena, ainda que a performance conduza-a cada vez mais para o conteúdo; e com o apoio de uma equipe técnica inspirada, a literatura de José Mauro de Vasconcelos ganha formas lúdicas e artísticas.

Como é do estilo e da consciência do diretor Edson Bueno e do Centro Cultural Boqueirão, encenar um grande autor é também homenageá-lo, ou seja, é procurar com a linguagem do teatro, dar voz à sua literatura, e ao mesmo tempo, à toda a literatura.

É preciso reafirmar junto às crianças e adolescentes, a importância da leitura e a transformação mágica, que ela pode fazer em suas consciências; além do poder de preparar-lhes para a vida.

A leitura ainda é o leme seguro para a construção da personalidade e o amor pela literatura e pelas artes deve fazer parte de toda manifestação artística que entenda esta função primordial.

O MEU PÉ DE LARANJA LIMA é uma grande e poderosa viagem pelo mundo da literatura, do teatro e da imaginação; e dá mais um passo no grande exercício que é dar ao teatro uma função social, artística e de paixão.

 

SOBRE A MRG PRODUÇÕES ARTÍSTICAS

Márcio Roberto Gonçalves é produtor, diretor de teatro e arte-educador há 25 anos. Fundador da MRG Produções Artísticas em 1994 e do Centro Cultural Boqueirão em 2006, com sede na cidade de Curitiba. É Conselheiro Municipal de Cultura (segundo mandato) no município de Curitiba e Representante dos Pontos de Cultura do Estado do Paraná. Trabalha com a democratização e difusão da cultura, em parceira com Instituições Públicas de Ensino, Fundação Cultural de Curitiba, Prefeitura Municipal de Curitiba, Teatro Guaíra, entre outros.

Premiado com 08 Troféus Gralha Azul (Prêmio Governador do Estado), 04 Troféus Poty Lazzarotto (Prêmio de Reconhecimento da Classe Artística Paranaense) e Prêmio Funarte – Encena Brasil 2002 (Ministério da Cultura). Tem reconhecimento público pela Prefeitura Municipal de Curitiba, com publicação no diário oficial em 1997. É criador do jornal do Centro Cultural Boqueirão, com distribuição gratuita de 10.000 exemplares trimestralmente. No Centro Cultural Boqueirão, mantém o projeto “Nossa Arte de Cada Dia”, Ponto de Cultura reconhecido pelo programa Cultura Viva, do Ministério da Cultura, em parceria com a Fundação Cultural de Curitiba. Recebeu o Prêmio Cultura e Divulgação da cidade de Curitiba em 2018.

 

FICHA TÉCNICA:

Da obra de José Mauro de Vasconcelos
Texto e Direção: Edson Bueno
Direção de Produção: Márcio Roberto
Direção Musical: Marcela Zanette e Du Gomide
Sonoplastia: Chico Nogueira
Cenários e Figurinos: Ricardo Garanhani
Iluminação: Rodrigo Ziolkowski
Caracterização e Maquiagem: Lilian Marchiori
Design Gráfico: Marcos Minini
Produção Executiva: Claudia Zanca
Assessoria de Imprensa: Luciane Honorio
Técnico Operador de Som: Marlon Marques
Técnico Operador de Luz: Luiz Henrique
Costureira: Rose Matias
Assistência de Costura: Larissa Yeda
Camareira: Katty Gonçalves
Marcenaria: Atanásio da Veiga (Tico)
Secretaria: Marcela Vieira
Fotos: Chico Nogueira
Vídeos: Stayflow
Realização: Centro Cultural Boqueirão e MRG – Produções Artísticas
Elenco: Wenry Bueno – Zezé
Jeff Bastos – Totoca
Marcelina Fialho – Morcego Ariel
Lilian Marchiori – Minguinho/Professora/D. Maria da Penha
Tarciso Fialho – Papai/Portuga
Duração: 60 minutos
Ingressos: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia entrada). Obs.: crianças de colo não pagam ingresso – até 02 anos.
Telefone da Bilheteria: (11) 3253-4102