head teatro folha

Montagem “Os Saltimbancos” com direção de Fezu Duarte
realiza mais uma temporada no Teatro Folha

Grande sucesso de público e crítica, o musical completa dez anos

Foto_realease

O musical “Os Saltimbancos” dirigido por Fezu Duarte completa 10 anos e faz temporada no Teatro Folha aos sábados e domingos, às 17h30, até final de fevereiro. A peça conta a famosa história de quatro bichos – um jumento, uma galinha, um cachorro e uma gata – que formam um grupo musical e partem para a cidade para tentar a carreira musical. Durante a jornada muitas aventuras acontecem com a bicharada, sempre embaladas  pelas canções compostas por Chico Buarque, que contagiam o público.

Com texto de Sergio Bardotti e Luis Enrique Bacalov, tradução e adaptação de Chico Buarque de Hollanda, a montagem já foi vista por mais de 150 mil pessoas.  No elenco estão alguns dos atores que já se apresentaram em outras temporadas: Juliana Romano (Galinha),  Marcelo Diaz (Jumento), Rosy Aragão (Gata) e William Franklin (Cachorro).

A encenação de “Os Saltimbancos” é baseada na estética dos quadrinhos. A diretora Fezu Duarte explica que em cena tudo pode acontecer a partir de um pensamento dos personagens, sem necessariamente pertencer ao um tempo real ou a uma realidade concreta. Assim, ela consegue propor as cenas livremente, criando situações inusitadas. Para isso, a diretora conta com a presença de mais quatro personagens chamados na montagem como “o povo de lá”. Eles interferem o tempo todo nas cenas. “Esta estética de HQ é uma pesquisa minha que trago para o teatro e estes personagens do “povo de lá” provocam mudanças repentinas nas cenas imprimindo um ritmo muito ágil e trazendo sempre informações novas”, explica a diretora.

A trilha sonora é a original de “Os Saltimbancos”, que inclui canções como “História de Uma Gata” e “Bicharia”. Fezu Duarte incluiu algumas músicas do filme “Os Saltimbancos Trapalhões” e canções com estilo pop. A diretora conta que sempre imagina a vida com trilha sonora e isso inspirou uma grande brincadeira com o elenco na hora de criar as cenas. Este jogo lúdico com direção musical de Ivan Parente inspirou a inusitada trilha que junta “A Vida do Viajante”, de Luiz Gonzaga, a “Super Fantástico”, da Turma do Balão Mágico.

A coreografia é assinada por Juliana Sanches, que trabalhou também nas coreografias das peças “A Sessão da Tarde ou Você Não Soube Me Amar” e “Lado B – Mudaram as Estações”, dirigidas por Fezu Duarte.

A montagem foi indicada ao Prêmio Femsa de Teatro Infantil e Jovem em cinco categorias: Melhor Espetáculo Infantil, Diretor (Fezu Duarte), Cenógrafo (Kleber Montanheiro), Melhor Figurino (As Mariposas) e Melhor Atriz (Bruna Guerin).

 

Sobre a diretora Fezu Duarte:

 Foi diretora artística do Teatro Brasileiro de Comédia de 1998 a 2003. No TBC, criou a Cia. de Repertório e atuou como atriz em “Ópera do Malandro”, com direção de Gabriel Villela. Fundou também a Cia. de Teatro Rock, em que dirigiu os espetáculos “QAP”, “A Borboleta sem Asas” e “Na Cama com Tarantino”. Em 2004, dirigiu “Revolução Urbana”, primeiro espetáculo sobre o Legião Urbana. Assinou a direção dos musicais “A Sessão da Tarde ou Você Não Soube Me Amar”, “Lado B – Mudaram as Estações” e dirige “Os Saltimbancos” há dez anos.

Entre seus últimos trabalhos, destacam-se os espetáculos “Se Essa Rua Fosse Minha – O Amor nos Anos de Chumbo” (peça com três indicações ao Prêmio Femsa: Melhor Espetáculo, Melhor Ator para Arthur Berges e Melhor Trilha Sonora para  Ivan Parente e Vinicius Loiola) e “Na Laje – O Musical” (montagem com 2 indicações ao Prêmio Bibi Ferreira: Melhor Espetáculo Popular e  Melhor Atriz para Paula Flaibam).

 

FICHA TÉCNICA

Texto: Sergio Bardotti e Luiz Enrique Bacalov

Tradução e adaptação: Chico Buarque

Direção geral: Fezu Duarte

Elenco: Juliana Romano, Marcelo Diaz, Rosy Aragão, William Franklin, Giovana Possenti Boffa, Diego Rodda, Paula Flainbann e Vinicius Loiola

Coreografia e assistência de direção: Juliana Sanches

Direção Musical – Ivan Parente

Produção musical e arranjos: Joel “Doc” Pereira

Criação de figurinos e adereços: As Mariposas

Criação de cenários e iluminação: Kleber Montanheiro

Fotografia: Everson Borges

Realização: Doidim Participações e Serviços Teatrais Ltda

 

SERVIÇO – ”Os Saltimbancos”

Local: Teatro Folha

Temporada: 09 a 24 de fevereiro de 2019

Apresentações: sábados e domingos, às 17h30

Ingresso: R$ 50,00 (setor único)

 Duração: 50 minutos

Classificação indicativa: a partir de 3 anos

*Valor referente ao ingresso inteiro. Meia-entrada disponível em todas as sessões e setores de acordo com a legislação.

 

TEATRO FOLHA

Shopping Pátio Higienópolis – Av. Higienópolis, 618 / Terraço / tel.: (11) 3823-2323 – Televendas: (11) / 3823 2423 / 3823 2737 / 3823 2323 Site: www.teatrofolha.com.br

Vendas por telefone e no site do teatro / Capacidade: 305 lugares / Não aceita cheques / Aceita os cartões de crédito: todos da Mastercard, Redecard, Visa, Visa Electron e Amex / Estudantes e pessoas com 60 anos ou mais têm os descontos legais / Clube Folha 50% desconto / 50% de desconto para funcionários e clientes do Cartão Renner. Horário de funcionamento da bilheteria: segunda e terça-feira, das 14 h às 16 h; quarta e quinta-feira,  das 14h às 21h; sexta-feira, das 14h às 21h30; sábado, das 12h às 23h59; domingo, das 12h às 20h / Acesso para cadeirantes / Ar-condicionado / Estacionamento do Shopping: R$ 14,00 (primeiras duas horas) / Venda de espetáculos para grupos e escolas:  (11) 3661-5896, (11) 97628-4993 / Patrocínio do Teatro Folha: Folha de S.Paulo, Consigaz, Owens-llinois, EMS, Bain & Company, Grupo Pro Security, Previsul, Brasforma, NR Acampamentos, Nova Chevrolet.

 

SOBRE A CONTEÚDO TEATRAL

 O grupo empresarial paulista Conteúdo Teatral atua há mais de quinze anos em duas vertentes: gestão de salas de espaços e produção de espetáculos. Como gestora é responsável pela operação do Teatro Folha, no Shopping Pátio Higienópolis, com direção artística e comercial de Isser Korik, programando espetáculos para temporada em regime de coprodução. No período de atuação a empresa soma mais de 2 milhões de espectadores.

Como produtora de espetáculos, viabilizou dezenas de peças, como “Gata Borralheira”, “O Grande Inimigo”, “Os Saltimbancos”, “A Pequena Sereia”, “Grandes Pequeninos”,  “Branca de Neve e os Sete Anões”, “A Cigarra e a Formiga”, “Cinderela” e “Chapeuzinho Vermelho” para as crianças. Para os adultos foram realizadas, entre outras montagens, “A Minha Primeira Vez”, “Os Sete Gatinhos”, “O Estrangeiro”, “Senhoras e Senhores”, “O Dia que Raptaram o Papa”, “E o Vento Não Levou”, “Equus” a trilogia “Enquanto Isso…”, além de projetos de humor – como “Nunca Se Sábado…” e “IMPROVISORAMA” – Festival Nacional de Improvisação Teatral. Em parceria com Moeller e Botelho produziu os Musicais “Um Violinista no Telhado”, “Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 Minutos”, “Nine – Um Musical Felliniano” e “Beatles num Céu de Diamantes”.